Quarta-feira, 13 de Janeiro de 2010

Caros amigos,

 

Umas breves palavras para vos dizer que a AMI parte amanhã para o Haiti, com uma equipa de dois elementos, que avaliará in loco as necessidades reais e as possibilidades que teremos de ajudar aquele povo.

 

Custa-me, mais uma vez, constatar que a injustiça continua a ser grande e que catástrofes com dimensões idênticas por vezes têm consequência menores (basta que aconteçam em países ditos "avançados"), outras dizimam populações inteiras. Mas apraz-me perceber que cada vez mais os cidadãos do Mundo se unem, estão alerta, têm iniciativa e agem.

 

Apercebo-me que, globalmente, a indiferença vai sendo combatida. Porque pobres ou menos pobres, todos sonhamos, porque todos somos seres humanos.

 

A AMI lá estará, a partir de amanhã. A fazer o que puder, com o que tiver para dar.

 

 

 

 


Tags: ,

publicado por Fernando Nobre às 17:46
link do post | comentar

24 comentários:
De sandra moreira de brito a 29 de Janeiro de 2010 às 12:34
pra que deus???????????????????


De maria helena teixeira a 27 de Janeiro de 2010 às 02:07
Caro Fernando Nobre, como lamento, por escassas horas não ter podido acompanhar a 1ª missão! Estava em Coimbra e a aguardar cirurgia a uma catarata. Agora, com visão de "lince" estou de mala feita. O meu kit de emergência. Para o que de mim puder ser útil. Por vós, para eles. Forte abraço.


De Macilva a 14 de Janeiro de 2010 às 22:05
Se queremos um mundo socialmente mais justo e sustentável temos que começar por reduzir o desperdício (dos países, das empresas e dos cidadãos) e promover uma melhor distribuição da riqueza.
É indecente e obscena a desigualdade social que construímos!
Sejamos solidários com o Haiti.


De David Lito a 14 de Janeiro de 2010 às 21:39
Boa Viagem...
Tal como outros, dava tudo para partir em missão... não posso, mas vou em pensamento e sonho com o dia em que irei de corpo e alma!
Obrigado pelo testemunho de Dignidade que o Dr. Fernando Nobre e a AMI dão ao Mundo!
Um abraço


De joana a 14 de Janeiro de 2010 às 16:58
quando vi a primeira noticia sobre mais este desastre humano, ocorreu-me que a ami dificilmente deixaria de marcar presença. assim foi, imediatamente depois..
e é extraordinário como voçês têm sido incansáveis ao longo de tantos anos. como a vossa disponibilidade, inserida muitas vezes no caos, se mantém fiel ao principio que vos mantém erguidos desde os primórdios: o pouco que podemos fazer é tudo. um tudo que vos alimenta a sensibilidade... muita embora a revolta e a frustração AO VER.
quero vos agradecer e desejar genuinidade por todo o sempre. e não desvaneçam, porque é mesmo tudo!


De pedro castro a 14 de Janeiro de 2010 às 14:00
Infelizmente eu por cá pouco poderei fazer (talvez um dia...), a não ser o expressar a minha total solidariedade para com o povo Haitiano e por aqueles que perderam os seus familiares nesta terrível catástrofe .
O povo haitiano, com certeza saberá se levantar desta terrível desgraça que se abateu sobre si.
Boa viagem para todos vós e obrigado pela vossa total dedicação a este povo, pois ele bem o merece.
Um forte abraço
Pedro Castro


De Iracema Silva a 14 de Janeiro de 2010 às 13:01
Caro Dr. Fernando Nobre.
Venho por este meio expressar a admiração que tenho pelo vosso trabalho. Obrigado por existirem, são um "bem essencial". gostava muito de ajudar mas simplesmente tenho o curso tecnológico de animação social. quando existem infelizmente estas catástrofes sinto m um pouco angustiada por não poder ajudar directamente no campo. vou fazer um donativo através do multibanco e vou passar a palavra o mais que possa. MUITA FORÇA para a população do Haiti e para vocês , Estou com vocês em pensamento. Boa viagem para a segunda equipa a ir. Abraços Iracema de Viseu


De Susana Vigário a 14 de Janeiro de 2010 às 11:49
Bom dia!
Tenho uma grande admiração por si, pelo seu trabalho! Muito obrigada em nome de toda a humanidade pela sua dedicação à solidariedade!
Vou ajudar a vossa campanha no Haiti e já a divulguei na minha página do Facebook.
Espero que consigam dar amparo, conforto e esperança a este povo.
Os meus comprimentos com muita, muita admiração!
Susana Vigário


De carla a 14 de Janeiro de 2010 às 11:22
obrigada por existirem, boa sorte na vossa missão.
fiz um donativo para poder ajudar a quem ajuda.


De Beatriz a 14 de Janeiro de 2010 às 10:50
E pensar que ainda Setembro passado estiveram lá para avaliar as condições daquelas probres pessoas!!!.

Vou contribuir através da conta da AMI.

Beatriz


Comentar post

Fernando José de La Vieter Ribeiro Nobre nasceu em Luanda em 1951. Em 1964 mudou-se para o Congo e, três anos mais tarde, para Bruxelas, onde estudou e residiu até 1985, altura em que veio para Portugal, país das suas origens paternas. É Doutor em Medicina pela Universidade Livre de Bruxelas, onde foi Assistente (Anatomia e Embriologia) e Especialista em Cirurgia Geral e Urologia. (continuar a ler)
FOTO DA SEMANA


LIVROS QUE PUBLIQUEI

- "Viagens Contra a Indiferença",
Temas & Debates

- "Gritos Contra a Indiferença",
Temas & Debates

- "Imagens Contra a Indiferença",
Círculo de Leitores / Temas & Debates


- "Histórias que contei aos meus filhos",
Oficina do Livro


- "Mais Histórias que Contei aos Meus Filhos", Oficina do Livro

- "Humanidade - Despertar para a Cidadania Global Solidária", Temas e Debates/Círculo de Leitores

- "Um conto de Natal", Oficina do Livro
Pesquisa
 
Contador de Visitas