Sábado, 23 de Janeiro de 2010

É tempo de, para além de se cuidar dos sobreviventes, começar,  desde já, a estruturar o futuro: com cabeça, tronco e membros. 

 

O desafio é imenso, e não deixa de ser uma oportunidade para o Haiti.

 

Espero, sinceramente, daqui a uns anos podermos todos afirmar ter sido um caso de sucesso.

 

http://diario.iol.pt/noticia.html?id=1133606&div_id=4071

 

 


Tags:

publicado por Fernando Nobre às 17:00
link do post | comentar

22 comentários:
De Plano de Saude Prevent Senior a 22 de Outubro de 2010 às 13:03
Meses já se passaram e não ouvimos uma notícia sequer na mídia. Espero mesmo que as coisas estejam melhorando por lá.


De PLANES DE SEGURIDAD a 19 de Fevereiro de 2010 às 09:02
Ha que ajudar o Haiti, mas sem esquecer Portugal que tambem precisa de ajuda


De Inês Joana Mariana Fábio a 11 de Fevereiro de 2010 às 13:26
Olá Dr. Fernando (:
Fazemos parte de uma turma no distrito de Viseu, e estamos a elaborar um pequeno trabalho em formação cívica sobre a AMI.
Iniciámos este projecto, por admirarmos muito o seu trabalho e o da sua equipa, mas essencialmente a sua coragem e personalidade.
Ficamos sempre entusiasmados quando ouvimos na televisão que a "nossa" fundação conseguiu um trabalho eficiente, (como já é habitual).
Queríamos só desejar-lhe força para conseguir prosseguir com o seu trabalho (:
beijinhos.


De Azoth a 8 de Fevereiro de 2010 às 14:42
A esperança é a última que morre. Melhor que ninguém o Dr. conhece o mundo real. Tudo de bom


De Anónimo a 1 de Fevereiro de 2010 às 10:27
http://spreadsheets.google.com/viewform?formkey=dFUyRDcyT0RJTGFRWlJ3WGRxZndFeHc6MA

Pertencemos a um grupo de a.projecto que se centra no tema dos sem-abrigo, agradecíamos que colaborassem connosco no preenchimento do nosso questionário

agradecemos Os Solidários

-http://www.wix.com/ossolidarios/Os_Solidarios
- http://osolidarios.blogspot.com/



De Telmo Domingues a 31 de Janeiro de 2010 às 14:07
Estimado Dr. Fernando Nobre
Após leitura transversal dos diversos comentários, apercebo-me que a forma de me dirigir particularmente a si, é através da sua secretária. Agradecia-lhe, pois, o obséquio de me facultar essa possibilidade, fazendo-me chegar os contactos que considerar oportunos para o efeito. Em nome da solidariedade, gostaria de lhe apresentar um conceito/projecto que pode interessar à AMI - interessaria, indubitavelmente, aos que a AMI se propõe ajudar (mais que uma simples presunção, este devaneio é convicção!)

Saudações

Telmo Domingues
telmo.domingues@netvisao.pt
telmo.domingues@ipsb.info


De carla isabel silva sousa a 30 de Janeiro de 2010 às 23:10
Boa Noite, Drº Fernando Nobre!
Gostava de lhe transmitir com esta mensagem o quanto o admiro e sempre que ouço as suas palavras tenho fé que um dia o mundo será melhor e que principalmente todos nós podemos fazer diferença e lutar contra as injustiças. Acredito que, se todos fizermos algo,mesmo que seja uma gota no oceano, esse oceano vai ficar pelo menos um pouquinho menos injusto e mais belo.
Gostaria também de lhe dizer que tenho 100%de confiança na Ami e com isto quero dizer que quando efectuo um donativo nunca temo o seu bom destino.

Aceite por favor um grande abraço de uma grande admiradora sua.
BEM HAJA,
Carla


De Micheliny J. N. a 29 de Janeiro de 2010 às 21:47
Caro Dr. Fernando
Assisti no telejornal aqui do Brasil, Bom Dia Brasil uma rápida história de sua luta pela vida. É comovente, emocionante saber dessa tão linda missão de vida para o Bem. Gostaria de fazer parte de sua equipe, seria uma honra imensa. Que Deus o abençoe e o ilumine cada vez mais. Abraço fraterno.


De Gláucia a 29 de Janeiro de 2010 às 13:35
Prof Fernando,

Continue lutando pela vida, muitas delas lutarão por outras.
Gostaria de participar desse grupo humanitário, como faço para ser voluntária nesse trabalho?

Gláucia Fischer (Campinas - Brasil)


De Sérgio Regis Vieira da Silva a 29 de Janeiro de 2010 às 10:00
Acabei de assistir no telejornal BOM DIA BRASIL da Rede Globo uma síntese do seu trabalho, da sua vida, não sou médico, normalmente acredito nas pessoas fora das paredes da privacidade, mas posso dizer :

Fiquei comovido e impressionado com o seu trabalho e com a sua dedicação ao ser humano, PARABÉNS ..... AINDA EXISTEM MUITAS PESSOAS DO BEM, É SÓ OLHAR PARA O LADO !


Comentar post

Fernando José de La Vieter Ribeiro Nobre nasceu em Luanda em 1951. Em 1964 mudou-se para o Congo e, três anos mais tarde, para Bruxelas, onde estudou e residiu até 1985, altura em que veio para Portugal, país das suas origens paternas. É Doutor em Medicina pela Universidade Livre de Bruxelas, onde foi Assistente (Anatomia e Embriologia) e Especialista em Cirurgia Geral e Urologia. (continuar a ler)
FOTO DA SEMANA


LIVROS QUE PUBLIQUEI

- "Viagens Contra a Indiferença",
Temas & Debates

- "Gritos Contra a Indiferença",
Temas & Debates

- "Imagens Contra a Indiferença",
Círculo de Leitores / Temas & Debates


- "Histórias que contei aos meus filhos",
Oficina do Livro


- "Mais Histórias que Contei aos Meus Filhos", Oficina do Livro

- "Humanidade - Despertar para a Cidadania Global Solidária", Temas e Debates/Círculo de Leitores

- "Um conto de Natal", Oficina do Livro
Pesquisa
 
Contador de Visitas