Quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2010

Breves palavras para deixar expresso um sincero pedido de desculpas por, eventualmente, poder estar a frustrar expectativas dos leitores deste blog, não estando a publicar textos de fundo, nem tão pouco as impressões que trouxe do Haiti (e tantas que foram!).

 

Esta missão foi inigualável de tão intensa e esgotante. Física e psicologicamente. E as inúmeras solicitações que se têm seguido, não me deixam tempo para juntar as palavras, como costumava fazer neste espaço.

 

Peço mais uma vez a vossa compreensão e agradeço, profundamente, os inúmeros comentários que têm sido deixados.

 

Obrigado.
 


Tags:

publicado por Fernando Nobre às 14:06
link do post | comentar

36 comentários:
De Gonçalo Oliveira a 23 de Fevereiro de 2010 às 22:51
Caro Fernando Nobre, fico muito satisfeito pela sua iniciativa e coragem. È um exemplo a seguir!
Disponibilizo-me, desde já, a ajuda-lo nesta missão.

Um abraço,
Gonçalo Oliveira


De Jose Guilherme Sousa a 23 de Fevereiro de 2010 às 14:14
A maior burla politica de sempre, é tentarem balizar aquilo em que acreditamos em "esquerda" e "direita" !
Os povos, para se libertarem de uma classe politica que nos explora, à esquerda e à direita, têm que começar a escolher os seus lideres entre pessoas "com valores morais" e "sem valores morais" ( ou com "alguns valores morais" estes normalmente designados por "centristas" )
Votei sempre CDS , desta vez para as próximas eleiçoes presidenciais vou votar em si !
Pela primeira vez sinto que vou ter a possibilidade de votar em alguém que vai pôr na frente da lista das suas prioridades o bem estar deste Povo , já cansado de eleger a abstenção por não acreditar nos Partidos e nas pessoas que os integram .
Vou votar numa pessoa que para mim foi sempre um exemplo de vida, numa pessoa que viveu para os outros !
Pela primeira vez vou votar livre sem ter que escolher entre "esquerda" e "direita".
Obrigado por mais uma vez correr riscos pelos outros !


De João P. a 21 de Fevereiro de 2010 às 01:19
As presidenciais vão ser as primeiras votações em que posso participar.
o meu voto já tem destino.
Acho que não preciso dizer mais nada! :)


De Arnaldo Cunha a 20 de Fevereiro de 2010 às 17:45
Caro Dr. Fernando , os homens livres e com obra feita , não necessitam de máquinas, não têm medo , vão em frente com aquilo que acreditam, é o seu caso, Portugal precisa urgentemente de gente não integrada em máquinas , gente capaz de fazer avançar e acreditar no Povo ,homens e mulheres que labutam criam riqueza e são espoliados , tratados como números e vivencia de miséria .Acredito em si , acredito neste Povo mal tratado , acredito que todos juntos numa grande onda vamos começar a mudar Portugal , sei que a função de PR não é executiva mas temos que iniciar a mudança , Portugal não pode esperar mais nada desta gente de desgoverno. caso necessite e dentro das minhas disponibilidades , tem o meu apoio sincero e limpo.
Um abraço
Arnaldo


De Rui Pires a 20 de Fevereiro de 2010 às 16:10
Caro Doutor Fernando Nobre:

Estou certo que ao longo dos últimos dias recebeu, por esta e outras vias, inúmeras mensagens de apoio.
Contudo não podia deixar de também eu deixar aqui a minha mensagem de apoio pessoal à sua candidatura, desejando-lhe enormes sucessos na “corrida” a Belém e, acima de tudo, que seja o próximo Presidente da Republica.
A sua candidatura a Belém constituiu uma verdadeira lufada de ar fresco no processo eleitoral que se avizinha e, estou certo, constituirá igualmente um marco importante na democracia e na vida de Portugal. A sua personalidade, que sempre admirei, terá, quando for Presidente da Republica uma acção importantíssima no sentido de os Portugueses retomarem a confiança nas instituições e no futuro da Nação.
Estou certo que muitos outros já o fizeram, mas também eu, apesar não ter o peso ou a importância de alguns ou da maioria dos que já declararam o seu apoio, manifesto aqui o me apoio à sua candidatura e a minha total disponibilidade em colaborar na sua campanha. Gostaria de saber onde decorre o processo de recolha de assinaturas pois teria todo o gosto em subscrever a sua candidatura. DE igual modo, desde já me disponibilizo, quer em Bragança, minha terra Natal, quer em Lisboa, cidade onde resido, quer noutro qualquer local onde seja necessário e a minha disponibilidade o permita, a participar na organização das acções de campanha e em tudo aquilo que seja necessário para fazer de si o próximo Presidente da Republica.




De Evelyn Houard a 19 de Fevereiro de 2010 às 22:26
Caro Senhor Doutor Fernando Nobre, não posso deixar de exprimir o meu contentamento pela sua decisão em candidatar-se à Presidência de Portugal, bem como de expressar a admiração, após ter falado consigo num dos eventos onde representava AMI. De facto, a consciencialização de cidadania conquistada por uma bela trajectória de vida e do ambiente onde nos inserimos, e ambos temos lugares comuns, nasci e vivi uma parte da minha vida em Angola e estudei e vivi uma outra grande parte em Bruxelas. Estudámos na mesma Universidade ULB mas em áreas diferentes, eu em organização e gestão de empresas e marketing estratégico da finalidade empresarial e marketing estratégico político. Aqui deixo os meus sinceros votos nesta bela conquista-desafio. Um abraço Evelyn Houard


De mario a 19 de Fevereiro de 2010 às 21:57
Obrigado, Dr. Fernando Nobre. Finalmente uma lufada de ar fresco neste fétido pântano político em que nos temos vindo a afundar.


De Semírames Hortas a 19 de Fevereiro de 2010 às 21:19
Nasci dois anos antes, somos talvez das gerações de portugueses mais desiludidos com este triste espectáculo que se agudiza cada dia que passa, em todas as direcções e em todas as frentes. Sonhamos com um Portugal melhor, enchemos-nos de alegria há trinta e cinco anos e eis-nos a perguntar, se não haverá ninguém que queira realmente trabalhar a sério e sem mordomias, neste País que é o nosso. O Senhor veio dar-nos alento, é uma pessoa que admiro e em quem acredito, consigo certamente vão aparecer outras caras de muita gente honesta que quer trabalhar, mas com justiça, com verdade, porque acredito existem muitos com valor para o fazer, neste Portugal. Um bem haja para si, coragem, persistência e se em mais nada puder contribuir, com o meu voto será por certo.


De Anónimo a 19 de Fevereiro de 2010 às 13:57
Prometendo voltar ao "assunto", cumpre-me desde já manifestar a minha alegria e demonstar um apoio incondicional ao Sr. Dr. Fernando Nobre, pela coragem, pela descernimento e bom senso que mais uma vez demonstra, ao percepcionar que os portugueses estão fartos dos péssimos profissionais e "viciados"da politica, e que, será da sociedade civil, que emergirá, muitas das soluções para este país.
As presidenciais, são uma excelente possibilidade de, à margem do sistema partidário, (reconhecendo sempre a necessidade e legitimidade democrática dos mesmos), concluir que afinal a Cidadania é possivel e, sê-lo-á com cidadãos: neste caso concreto, com o cidadão Fernando Nobre!
Da mesma forma que me empenhei na candidatura independente nas ultimas eleições à Presidência da Republica pela Profª Manuela Magno, enquanto cidadã independente dos partidos, vinculo todo o meu entusiasmo, força e disponibilidade à volta deste acto de nobreza do Dr. Fernando Nobre...a sua Candidatura às próximas Eleições Presidenciais,
Bem haja e, o meu obrigado, pela possiblidade que deu a todos os portugueses de disfrutarem de uma alegria contra a corrente do actual "lamaçal" politico!
Vitor Marques


De Carlos Santos a 19 de Fevereiro de 2010 às 13:49
Boa tardes, Dr.

Antes de mais, expresso aqui o meu sincero Orgulho em tê-lo como exemplo. Exemplo em Humanidade.

Dentro das minhas poucas, mas existentes, possibilidades, conte com o meu apoio.

Como disse alguém, já hoje:
«Conotá-lo-ão como alguém que não tem experiência política...mas é disso mesmo que nós estamos à procura».

Mais uma vez agradeço, com o meu voto e apoio.

Sinceramente,
Carlos Santos


Comentar post

Fernando José de La Vieter Ribeiro Nobre nasceu em Luanda em 1951. Em 1964 mudou-se para o Congo e, três anos mais tarde, para Bruxelas, onde estudou e residiu até 1985, altura em que veio para Portugal, país das suas origens paternas. É Doutor em Medicina pela Universidade Livre de Bruxelas, onde foi Assistente (Anatomia e Embriologia) e Especialista em Cirurgia Geral e Urologia. (continuar a ler)
FOTO DA SEMANA


LIVROS QUE PUBLIQUEI

- "Viagens Contra a Indiferença",
Temas & Debates

- "Gritos Contra a Indiferença",
Temas & Debates

- "Imagens Contra a Indiferença",
Círculo de Leitores / Temas & Debates


- "Histórias que contei aos meus filhos",
Oficina do Livro


- "Mais Histórias que Contei aos Meus Filhos", Oficina do Livro

- "Humanidade - Despertar para a Cidadania Global Solidária", Temas e Debates/Círculo de Leitores

- "Um conto de Natal", Oficina do Livro
Pesquisa
 
Contador de Visitas