Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2012

Pode ser lida aqui.



publicado por Fernando Nobre às 12:29
link do post | comentar | ver comentários (1)

Quinta-feira, 9 de Fevereiro de 2012

Deixo aqui expressa a minha séria preocupação pelo facto de estar a ser considerada a eliminação da disciplina de Formação Cívica, principalmente, depois de ter já sido eliminada a disciplina de Área Projecto.

 

Compreendendo a necessidade de uma maior concentração de esforços e recursos no ensino/aprendizagem das disciplinas essenciais, não posso contudo concordar que seja abolido todo e qualquer espaço até agora existente para o desenvolvimento de projectos que permitam aos alunos sair da escola e envolverem-se na sua comunidade, empenhando-se e trabalhando para o bem comum, durante os quais a transmissão de valores como a solidariedade, o civismo, a cidadania e os Direitos Humanos é praticada. Esses são também, quanto a mim, valores essenciais, aos quais a escola deve dar igual valor e atenção e do ensinamento dos quais não se deve eximir.

 

De que servirá à sociedade um matemático brilhante, um médico ilustre, um empresário de sucesso, um investigador pioneiro, se não souber pôr o seu trabalho ao serviço dos outros?

 

Num momento em que os jovens tendem, cada vez mais, a fechar-se em si, a dedicar o seu tempo às novas tecnologias e a passar cada vez menos tempo em contexto familiar, é premente que se mantenham em vigor programas educativos, nas escolas, que os façam mergulhar na sua comunidade, envolverem-se nela e crescerem sabendo respeitar, sabendo ajudar e cooperar, sabendo agir e adquirindo a sensibilidade necessária que lhes vais permitir serem profissionais conscientes, éticos e preocupados com o outro. No fundo, é premente que sejam exploradas e desenvolvidas capacidades que permitam ao alunos dar-se à sociedade, ao invés de apenas receberem conhecimentos que, indubitavelmente, são essenciais e estruturantes, não sendo, no entanto, suficientes.

 

Acredito, veementemente, que cada vez mais a vertente humana, cívica e solidária da formação de um jovem deve ser trabalhada desde cedo, sob pena de, se não o for, estar em risco o exercício de uma vida profissional ética e consciente.

 

Preocupam-me notícias como esta.

 



publicado por Fernando Nobre às 14:09
link do post | comentar | ver comentários (1)

Fernando José de La Vieter Ribeiro Nobre nasceu em Luanda em 1951. Em 1964 mudou-se para o Congo e, três anos mais tarde, para Bruxelas, onde estudou e residiu até 1985, altura em que veio para Portugal, país das suas origens paternas. É Doutor em Medicina pela Universidade Livre de Bruxelas, onde foi Assistente (Anatomia e Embriologia) e Especialista em Cirurgia Geral e Urologia. (continuar a ler)
FOTO DA SEMANA


LIVROS QUE PUBLIQUEI

- "Viagens Contra a Indiferença",
Temas & Debates

- "Gritos Contra a Indiferença",
Temas & Debates

- "Imagens Contra a Indiferença",
Círculo de Leitores / Temas & Debates


- "Histórias que contei aos meus filhos",
Oficina do Livro


- "Mais Histórias que Contei aos Meus Filhos", Oficina do Livro

- "Humanidade - Despertar para a Cidadania Global Solidária", Temas e Debates/Círculo de Leitores

- "Um conto de Natal", Oficina do Livro
Pesquisa
 
Contador de Visitas
Subscrever feeds