Quarta-feira, 14 de Janeiro de 2009

Parto hoje para o Zimbabué, no sentido de me assegurar que a equipa da AMI que lá irá trabalhar durante 3 meses e que partirá em breve, tem reunidas as condições mínimas para a sua estadia e adequado desempenho.

 

Nunca fui ao Zimbabué. É dos poucos países africanos que não conheço. Mas a população deste país precisa, urgentemente, de ajuda externa. O estado de saúde absolutamente precário em que vive aquela gente, e que a equipa da AMI que lá esteve em Dezembro constatou in loco, é grave. Há cólera. Mas há, infelizmente, mais: há muita malnutrição, há SIDA, há órfãos entregues a instituições que mal subsistem… enfim, uma série de males que fazem da população, como sempre, vítima de regimes, de políticas, da corrupção…

 

Deixo alguns textos programados. Certamente, durante alguns dias, não vou poder aqui responder aos desafios que me são colocados, nem desafia-los a mais uns debates. Mas, quando regressar, terei muito para escrever sobre assuntos que já deixaram de estar na ordem do dia, (infelizmente assim é… tudo é relativo na comunicação social e um grande drama humanitário pode ser facilmente esquecido se outra notícia se sobrepuser… seja a eleição de Cristiano Ronaldo como melhor jogador do Mundo ou a chegada de Obama à Casa Branca). Quando voltar (dia 20), o Mundo falará deste homem, e só deste homem.

 

Eu, aqui, também falarei do povo do Zimbabué.

 



publicado por Fernando Nobre às 11:31
link do post | comentar | ver comentários (36)

Sexta-feira, 26 de Dezembro de 2008

Parto hoje para o Sri Lanka /Ceilão a fim de inaugurar o Centro Social e Cultural Dom Lourenço de Almeida, filho do Vice Rei da Índia Dom Francisco de Almeida, que achou a Taprobana em 1505. Este centro foi financiado pela AMI por intermédio da Fundação Portugal-Ceilão, que lá criamos, e situa-se na costa oriental do Sri Lanka, em Batticaloa. Visitarei ainda uma série de outros projectos em Magona e em Colombo que a AMI financia nesse país e regressarei dia 31. Tentarei manter contacto convosco desde o Ceilão. Pelo sim, pelo não, deixo alguns textos de reflexão à vossa consideração que serão aqui colocados com alguma regularidade... Até breve e abraço.


Tags:

publicado por Fernando Nobre às 11:59
link do post | comentar | ver comentários (5)


Fernando José de La Vieter Ribeiro Nobre nasceu em Luanda em 1951. Em 1964 mudou-se para o Congo e, três anos mais tarde, para Bruxelas, onde estudou e residiu até 1985, altura em que veio para Portugal, país das suas origens paternas. É Doutor em Medicina pela Universidade Livre de Bruxelas, onde foi Assistente (Anatomia e Embriologia) e Especialista em Cirurgia Geral e Urologia. (continuar a ler)
FOTO DA SEMANA


LIVROS QUE PUBLIQUEI

- "Viagens Contra a Indiferença",
Temas & Debates

- "Gritos Contra a Indiferença",
Temas & Debates

- "Imagens Contra a Indiferença",
Círculo de Leitores / Temas & Debates


- "Histórias que contei aos meus filhos",
Oficina do Livro


- "Mais Histórias que Contei aos Meus Filhos", Oficina do Livro

- "Humanidade - Despertar para a Cidadania Global Solidária", Temas e Debates/Círculo de Leitores

- "Um conto de Natal", Oficina do Livro
Pesquisa
 
Contador de Visitas
Subscrever feeds